Interdita importação de enchidos de carne

Data: 13/03/2018
 Interdita importação de enchidos de carne

Na sequência do alerta sobre a existência de alimentos que contêm o vírus da LISTERIOSIS, provenientes da África do Sul, o Governo moçambicano mandou interditar a importação de enchidos de carne pronto a consumir daquele país vizinho.

As autoridades sanitárias de Moçambique recomendaram à população moçambicana que evite o consumo de carnes processadas  e outros enchidos produzidos por duas empresas sul-africanas, nomeadamente: Interprice e Rainbow Chicken. Entre os alimentos em causa, destaca-se enchidos de frango como palony, russian e salchichas.

Segundo dados anunciados pelo Ministério da Saúde, na África do Sul, até ao momento foram notificados 948 casos de doentes, tendo já causado a morte de  180 pessoas nos últimos meses.

 O Ministério da Saúde recomenda, como regra geral e a par das outras medidas, o consumo de água tratada, a lavagem das mãos antes e depois de manusear alimentos, cozinhar bem os alimentos e "não misturar alimentos crus com os cozidos para evitar a contaminação cruzada".

A listeriose é uma infeção bacteriana provocada pelo bacilo "Listeria monocytogenes" e figura entre as zoonoses - doenças transmitidas de animais para humanos, mais perigosas. Geralmente, causa febre, vómitos e diarreia e é tratada com antibióticos.

A doença é infecciosa e é transmitida com maior frequência aos seres humanos através de alimentos contaminados. Os indivíduos mais suscetíveis são idosos, recém-nascidos, mulheres grávidas ou pacientes com sistema imunitário enfraquecido. Este grupo está mais exposto às complicações por esta doença, incluindo meningites e septicemias.